Como lidar com as cólicas do bebê

Seu bebê está chorando, você amamentou a pouco, então não é fome. Verifica a fralda, mas a mesma está limpa. O choro é estridente e o pequeno chega a ficar vermelho, faz caretas e mexe as perninhas dobrando e trazendo próximo a barriga. Se no seu checklist você encontrou todos esses sintomas provavelmente seu bebê está com cólica!

Nos primeiros meses de vida é muito comum a criança apresentar cólicas, o sistema digestivo ainda é delicado, por isso os pediatras recomendam deixar o bebê se alimentando somente de leite materno até os 6 meses. Mas mesmo o leite materno causa cólicas. O estômago do seu bebê está aprendendo a digerir, e ao fazer a digestão do leite pode causar gases que dão a famosa cólica no seu pequeno.

 

Sabemos que não há algo pior para as mamães do que ver seu filho com dores e não poder fazer nada. Por isso separamos algumas dicas para te ajudar a passar pelas crises de cólica, ou até mesmo preveni-las.

Cuidados após as mamadas

É essencial colocar o bebê para arrotar após amamentar pois entre uma pegada e outra ele acaba engolindo ar, o que pode causar cólicas. Então sempre que acabar de alimentá-lo faça com que  mesmo arrote.

Massagem

Quando ele estiver e uma crise algo que pode ajudar no alívio das dores é massagear a barriguinha do bebê, ajudando na liberação dos gases.

Calor

Fazer compressas de água quente ajuda a diminuir a cólica, sempre tomando cuidado com a temperatura da bolsa, para não machucar o bebê.

Contato Humano

Seguindo a mesma linha das bolsas de água quente, deixar o bebê em contato com a sua pele é também uma opção, além de aquecê-lo vai fazer com que ele se sinta protegido!

 

É importante entender que é algo normal as cólicas nos 5 primeiros meses, mas se você observar alguma anormalidade deve procurar seu pediatra!